ArtigosFuturoGeralInteligência ArtificialInternetOpnião

Privacidade: Meu celular esta ouvindo minhas conversas para vender publicidade.

Você já deve ter vivenciado uma situação em que esteve conversando com alguém sobre um assunto específico perto do seu telefone, apenas para receber minutos depois uma publicidade relacionada àquele mesmo tema. Pode parecer coincidência, mas há uma crescente preocupação de que empresas digitais estejam usando aplicativos maliciosos para ouvir suas conversas e transformá-las em anúncios direcionados. Neste artigo, exploraremos essa prática controversa e analisaremos as possíveis consequências para nossa privacidade.

❗ Mas antes de continuar, se você curte meus conteúdos, te convido para me seguir no Youtube, agora no canal videos rápidos como bate papo falando de tecnologia, te espero lá: 👉 https://www.youtube.com/c/spokmonkey

Um dos principais argumentos utilizados pelas pessoas que afirmam que suas conversas estão sendo monitoradas é a quantidade espantosa de vezes em que mencionaram algo perto do telefone e, logo em seguida, receberam anúncios relacionados ao assunto, sem terem pesquisado ou interagido em qualquer plataforma digital sobre o tema. A coincidência pode realmente ser surpreendente.

Pesquisas recentes sugerem que certos aplicativos populares têm acesso não apenas ao microfone, mas também à câmera do seu dispositivo, mesmo quando supostamente não estão em uso. Essa prática levanta questionamentos sérios sobre o consentimento do usuário e o uso adequado desses recursos. É compreensível que as pessoas se sintam desconfortáveis ao perceber que suas conversas podem estar sendo gravadas e usadas para fins publicitários.

Mas afinal, é legal que nossos telefones nos ouçam? Sem o nosso consentimento, seria ilegal que esses dispositivos gravassem nossa voz e informações pessoais. No entanto, muitas vezes damos nosso consentimento sem nem perceber. Ao instalar um aplicativo, muitos deles pedem permissão para acessar o microfone do celular. Embora essa solicitação possa ser justificada para funções legítimas do aplicativo, como gravação de voz em um aplicativo de mensagens ou chamadas telefônicas, nem sempre é claro como essa permissão será utilizada.

Além disso, também há relatos de práticas incompletas de gravação de áudio e violações de dados por parte de empresas tecnológicas. Por exemplo, em 2019, a Apple foi alvo de uma polêmica quando se descobriu que a Siri estava gravando trechos de conversas sem a autorização dos usuários. Embora a empresa tenha afirmado que isso era apenas para melhorar a qualidade do assistente de voz, a questão da privacidade foi levantada e gerou preocupação entre os usuários.

É importante ressaltar que nem todas as empresas adotam essas práticas invasivas. Muitas empresas têm políticas de privacidade claras e respeitam a privacidade dos usuários. No entanto, é crucial que os usuários estejam cientes dos riscos e possam tomar medidas para proteger sua privacidade.

A primeira medida que os usuários podem adotar é revisar as permissões de acesso aos aplicativos em seus dispositivos. É possível desativar o acesso ao microfone para aplicativos específicos ou até mesmo revogar totalmente essa permissão. Além disso, é importante ficar atento às configurações de privacidade e segurança oferecidas pelos fabricantes de dispositivos. Muitas vezes, eles disponibilizam recursos para controlar e limitar o acesso de aplicativos ao microfone.

Outra recomendação importante é manter os sistemas operacionais e aplicativos sempre atualizados. As atualizações muitas vezes trazem correções de segurança e privacidade que podem ajudar a proteger os usuários contra invasões indesejadas.

Além disso, é crucial escolher cuidadosamente os aplicativos que são instalados em nossos dispositivos. Optar por aplicativos confiáveis, com uma boa reputação no mercado e políticas de privacidade claras, pode ser uma maneira eficaz de garantir uma experiência segura e proteger nossa privacidade.

É essencial que as empresas também assumam sua responsabilidade na proteção da privacidade dos usuários. Elas devem ser transparentes sobre como utilizam as informações coletadas, principalmente em relação ao acesso ao microfone dos dispositivos. Ademais, é necessário que implementem medidas de segurança eficazes para evitar violações de dados e garantir que as informações pessoais dos usuários estejam protegidas.

Espero que tenha ajudado a entender um pouco mais sobre o mundo de Tech de verdade e sem romantização.

| Você pode compartilhar essa postagem para manter no seu feed do linkedin ou compartilhar no seu Whatsapp / Telegram |

Obrigado por ler até aqui e até amanhã.

👋 Sou um #DevOps Engineer vivendo o dia-a-dia na área de tecnologia, a vida como ela é! Quer acompanhar esta jornada ? Basta seguir nos links abaixo.

⚡ Se inscreva no YouTube : https://www.youtube.com/c/spokmonkey/

🔥 Siga meu canal no telegram (Solicitar Acesso): https://t.me/+VS1SWP2c_6nWGoYL

✆ Entre para o grupo do Whatsapp (Solicitar Acesso) : https://chat.whatsapp.com/DWbITQjQ3uIJKQEY76zmC9

✅ Leia todos os artigos Publicados: https://www.bookmaps.com.br

#Desenvolvedor #VidaDeDev #Programação #Tecnologia #LifestyleTech #DesenvolvimentoDeSoftware #CodeLife #DicasParaDev #TechCommunity #DevLife #CarreiraDeTI #AprenderProgramação #InspiraçãoParaDevs #ProdutividadeTech #CoderLife #ProblemasDeDev #TechTalks #CódigoReal #ColaboraçãoEmEquipe #RealidadeDaProgramação #lgpd #inteligenciaartificial #ia #ai #Artificialintelligence #devops

Weder Costa

Menos qualificado, esperto e rico do que parece aqui. Um DevOps Engineer vivendo o dia a dia na area de Tecnologia, a vida como ela é! Top 100 influencer Tech I.A e Rede Neural Brasil 🏆 Preparando executivos e empresas para Tecnologia Inteligência Artificial 🚀 🤖 C.E.O e Fundador BookMaps, Formado em Marketing e experiência em TI como desenvolvedor há 15 anos, analista de sistemas, consultoria, arquiteto de soluções e gerente de projetos. Certificação em Black Belt e ênfase em Inteligência Artificial sendo reconhecido pelo Sebrae como precursor da tecnologia de Rede Neural no Brasil em 2014. Especialista nas linguagens (PHP,JAVA, Python, R e GO)

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo